Pequeno-almoço do Altis Belém capa da revista Evasões

"Muito antes da moda dos brunches chegar à hotelaria, o clássico pequeno-almoço era já «a cereja no topo do bolo» de um alojamento. Até hoje e, cada vez mais, é um dos elementos mais representativos de uma estada." São estas as palavras que se podem ler no inicio deste artigo especial sobre pequenos-almoços de Hotel, feito pelas jornalistas Marlene Rendeiro e Ana Luísa Santos.


Sobre o pequeno-almoço do Altis Belém:
"Na doca do Bom Sucesso, entre chegadas e partidas, é comum os pequenos-almoços do Altis Belém Hotel & Spa saírem como take away para passar o dia em mar alto ou no Tejo. Uma refeição tão completa que quase substitui a seguinte. E que tem o seu expoente máximo na estação de proteína da Cafetaria Mensagem, onde os sabores do salmão e da enguia não enganam: foram fumados no hotel. Neste posto, há outras opções mais substanciais que vão alternando. Podem ser foie gras, crocante ou cocktail de camarão, conforme decisão do chef vencedor de uma estrela Michelin, João Rodrigues. Numa fase em que a cozinha está a fazer uma transição lenta para o inverno, é possível juntar o melhor dos dois mundos num só prato: as panacottas de maracujá e baunilha, os frutos tropicais e o fresco espumante do grupo às quentes batatas rosti, tosta francesa ou panqueca, ambas regadas a xarope de açer. E ainda à vasta tábua de queijos e enchidos, cuidadosamente adornados com frutos vermelhos e cubos de marmelada. Verdade seja dita: neste pequeno-almoço come-se com os olhos, pelos produtos, mas também pela vista da marina, do Padrão e da Torre de Belém. E a imagem é fiel ao sabor."

Existem 0 comentários

Deixe o seu comentário

Mensagem para os nossos hóspedes sobre actualizações das medidas Clean & Safe. Ver Mais